Educação a Distância: Desafios da modalidade para uma Educação 4.0

Melissa Sabrina Salgado de Melo, Edson A. de Araújo Querido Oliveira

Resumo


A educação, assim como outros segmentos da sociedade contemporânea, apresenta novos desafios e demandas que o colocam constante processo de mudanças. Com tantas evoluções tecnológicas, é necessário que se tenha uma visão de futuro e uma capacidade de adaptação aos novos cenários sociais, econômicos e culturais. A educação é um dos pilares para o crescimento, desenvolvimento e evolução da sociedade e por meio dela é possível uma aprendizagem inovadora, adaptativa e transformadora. O objetivo deste artigo é apresentar as características da Educação 4.0 e o papel da educação a distância neste novo cenário. Os novos modelos e processos de disseminação do conhecimento se tornam mais tecnológicos-digital. O trabalho foi realizado por meio de uma pesquisa exploratória, utilizando bibliografias sobre o assunto como livros, artigos e dados da SEMESP, INEP E ABMES. A pesquisa constatou que muitos desafios e obstáculos devem ser ultrapassados, como a própria aceitação do modelo de educação a distância pela sociedade brasileira. Destaca-se que vivenciamos uma transformação da educação, quebra de paradigmas, e denominamos neste artigo de Educação 4.0, onde a inovação é um dos seus pilares. Ela já é presente e exige uma nova postura de aceite a novos aprendizados, portanto, mudanças são necessárias.


Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Lucineia. Educação a distância: conceitos e história no Brasil e no mundo. Revista Brasileira de Aprendizagem Aberta e a Distância, v. 10, 2011.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Competências para Educação a Distância: Matrizes e Referenciais teóricos 2012. ABED, 2012. Disponível em: http://www.abed.org.br/documentos/Competencias_Final_Ago2012.pdf . Acesso em 25.02.2019

CARVALHO NETO, C. Z. Educação 4.0: princípios e práticas de inovação em gestão e docência. São Paulo: Laborciencia editora, 2017.

DOS SANTOS COSTA, Helen Kelle et al. Inovação e empreendedorismo como caminhos para novos modelos de ensino/aprendizagem. Informação & Informação, v. 22, n. 3, p. 211-233.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Sinopse Estatística da Educação Superior 2017. Brasília: Inep, 2018. Disponível em: http://inep.gov.br/web/guest/sinopses-estatisticas-da-educacao-superior. Acesso em: 01.03.2019.

LIMA, Gabriel Loureiro de et al. Desafios da educação em engenharia: formação acadêmica e atuação profissional, práticas pedagógicas e laboratórios remotos. 2017.

MASETTO, Marcos. Inovação na educação superior. 2004.

OLIVEIRA, M. M. Como fazer pesquisa qualitativa. Petrópolis, Vozes, 2007.

PLANETA EDUCAÇÃO. Guia definitivo da educação 4.0 2018. São Paulo: Planeta educação. Disponível em : http://www.plannetaeducacao.com.br/portal/arquivo/editor/file/ebook-educacao4.0-planneta.pdf. Acesso em 27/02/2019.

PERUCCHI, Valmira; MUELLER, Suzana Pinheiro Machado. Produção de conhecimento científico e tecnológico nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia: uma investigação sobre a sua natureza e aplicação. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 21, n. 1, p. 134-151, 2016.

PRETI, Oreste. Educação a distância e globalização: desafios e tendências. Revista brasileira de estudos pedagógicos, v. 79, n. 191, 2007.

SANTOS, Beatrice Paiva et al. Indústria 4.0: desafios e oportunidades. Revista Produção e Desenvolvimento, v. 4, n. 1, p. 111-124, 2018.

SINDICATO DAS MANTENEDORAS DE ENSINO SUPERIOR. Mapa do Ensino Superior na Brasil 2017. São Paulo: Semesp, 2017. Disponível em: http://www.semesp.org.br/pesquisas/mapa-do-ensino-superior/ . Acesso em 27.02.2019.

VOLPATO, Maricilia; CIMBALISTA, Silmara. O processo de motivação como incentivo à inovação nas organizações. Revista da FAE, v. 5, n. 3, 2002.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.