Ensino Fundamental na Prevenção Contra a Dengue: Ensinando e Conscientizando

Maria Auxiliadora de Freitas Bastos Matias, Alexandre Luís Sampaio de Freitas, Iara Rosa da Silva, Rodolfo da Silva Cordeiro, Maria Auxiliadora Motta Barreto

Resumo


Este trabalho teve por objetivo conscientizar os alunos do 5º ano do Ensino Fundamental sobre doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti e torná-los agentes de prevenção das mesmas, por meio da orientação, educação e reeducação de forma lúdica e didática, interdisciplinar. Para tal foi utilizada metodologia baseada na Aprendizagem Significativa. A escola escolhida para aplicação do projeto se localiza em uma cidade do Vale do Paraíba Paulista, que apresenta dados alarmantes sobre a epidemia de Dengue no ano de 2019. Inicialmente, houve sondagem do conhecimento prévio dos alunos, após terem passado por várias etapas do projeto, que visavam expandir seu conhecimento, novamente foram submetidos ao teste. No resultado geral entre as duas avaliações pode-se verificar 50,5% de aumento nas questões corretas, uma redução de 46% nas questões incorretas e redução de 4,5% nas questões em branco. Considerando os resultados angariados foi possível constatar a efetividade e o sucesso na concretização dos objetivos deste trabalho. Isso foi corroborado pelo envolvimento dos alunos nas atividades realizadas e nas questões avaliativas, uma vez que demonstraram ter adquirido efetivo conhecimento quando colocados no centro do processo de ensino-aprendizagem.


Texto completo:

PDF

Referências


AGÊNCIA BRASIL. Aedes aegypti: conheça a história do mosquito no Brasil e suas características. Disponível em http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2015-12/aedes-aegypti-conheca-historia-do-mosquito-no-brasil-e-suas-caracteristicas. Acesso em 10 abril 2019.

AUSUBEL, D. P. Psicologia Educacional. Tradução Eva Nick. Rio de Janeiro: Editora Interamericana, 1980.

BACHMANN, Marie-Laure. La rítmica Jaques-Dalcroze. Una educación por la música y para la música. Tradução: Alphabet Traduciones. Madri: Ediciones Pirámides, 1998.

BENDER, W. N. Aprendizagem baseada em projetos: educação diferenciada para o século XXI. São Paulo: Penso Editora, 2015.

BERTI, B.P. Interdisciplinaridade: um conceito polissêmico. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências) - Universidade de São Paulo, Instituto de Química, São Paulo, 2007.

BORDENAVE, J. D. e PEREIRA, A. M. Estratégias de ensino-aprendizagem. 4 ed., Petrópolis: Vozes, 1982.

BRAGA, I. A.; VALLE, D. Aedes aegypti: histórico do controle no Brasil. Epidemiol. Serv. Saúde, Brasília, v. 16, n. 2, p. 113-118, jun. 2007. Disponível em http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-49742007000200006&lng= pt&nrm=iso. Acesso em 10 abril de 2019.

BRANDÃO, C. R. Aprender o amor: sobre um afeto que se aprende a viver. Campinas: Papirus, 2005.

BRASIL, Lei de Diretrizes e B. Lei nº 9.394/96, de 20 de dezembro de 1996.

BRITO, T. A. Por uma educação musical do pensamento: novas estratégias de comunicação. 2007. Tese (Doutorado em Comunicação e Semiótica) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2007.

BUCK INSTITUTE FOR EDUCATION. Aprendizagem Baseada em Projeto: guia para professores de ensino fundamental e médio. 2 ed. Porto Alegre: Artmed, 2008.

FAZENDA, I.C.A. Interdisciplinaridade: um projeto em parceria. 5 ed. São Paulo: Loyola, 2002.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Combate ao Aedes aegypti: prevenção e controle da Dengue, Chikungunya e Zika. Disponível em: http://portalms.saude.gov.br/saude-de-a-z/combate-ao-aedes. Acesso em 10 abril de 2019.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Ministério da Saúde alerta para aumento de 149% dos casos de dengue no país. Disponível em . Acesso em 10 de abril de 2019.

OMS. ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE. Comissão de Especialistas em Educação em Saúde da Organização Mundial da Saúde. Washington: OMS, 1954.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.