TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS (T&D) NAS EMPRESAS DE CONSTRUÇÃO CIVIL: PARA SEGURANÇA DO TRABALHO

Sthefany Soares Rodrigues Soares Rodrigues, Victor César Chaves Rocha Pereira Rocha César, Wemerton Luis Evangelista Luis Evangelista

Resumo


Abstract. People's training and development programs are increasingly on the rise among companies, as it has been notorious how beneficial this process can be for organizations. In the case of construction companies, the use of training and the development of people can be used to make changes in the current security system of work, as T & D expand knowledge and skills, classifying only those workers really fit for The exercise of the position. The idea of this work to implement this type of program for work safety in engineering is due to the considerable and worrying rates of work accidents in this sector, even after some progress has already been made in this area. It is worth mentioning that companies must start with T & D programs from the beginning of hiring, but also after officially completing the training process, companies must constantly invest in other means of training, so that the improvement of their employees is constant, and the cycle (Improvement of employees, staff and company) constant.

Keywords: training; Organizations; workplace safety;

Resumo. Os programas de treinamento e desenvolvimento de pessoas estão cada vez mais em ascensão entre as empresas, visto que tem sido notório o quão benéfico esse processo pode ser para as organizações. No caso das empresas voltadas para a construção civil, o uso dos treinamentos e desenvolvimento de pessoas pode ser aproveitado para que haja mudanças no sistema de segurança do trabalho vigente, visto que os T&D ampliam conhecimento e habilidades, classificando então apenas aqueles operários realmente aptos para o exercício do cargo. A ideia desse trabalho de implantar esse tipo de programa para a segurança do trabalho na engenharia se dá, mediante aos consideráveis e preocupantes índices de acidentes de trabalho ocorridos nesse setor, mesmo após alguns avanços já ocorridos nessa área. Vale ressaltar que as empresas devem iniciar com os programas T&D desde o início da contratação, mas também após finalizar oficialmente o processo de treinamento as empresas devem investir constantemente em outros meios de treinamento, para que a melhoria de seus funcionários seja constante, e o ciclo da melhoria (melhoria de funcionários, equipe e empresa) constante.

Palavras-chave: treinamento; organizações; segurança do trabalho.


Texto completo:

PDF

Referências


ACIDENTES EM OBRAS EXPÕEM FALTA DE SEGURANÇA E DE FISCALIZAÇÃO. Rio Grande do Sul: Revista Proteção, 13 set. 2011. Disponível em: . Acesso em: 17 jan. 2017

BITENCOURT, Celso Lima; QUELHAS, Osvaldo Luis Gonçalves. Histórico da Evolução dos Conceitos de Segurança. Disponível em: . Acesso em: 17 jan. 2017.

BULGACOV, Sergio (Org.). Manual de Gestão Empresarial. São Paulo: Atlas, 2006. 379 p.

CIPRIANO, Renato Costa. Avaliação dos fatores intervenientes no uso de EPI’S, em obras de construção civil na cidade Campo Mourão-PR. 2013. 37 f. TCC (Graduação) - Curso de Curso Superior de Tecnologia em Materiais Para Edificações da Coordenação de Construção Civil – Coeci, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Campo Mourão, 2013. Disponível em: . Acesso em: 17 jan. 2017.

ERROS DE CONTRATAÇÃO E FALTA DE TREINAMENTO CONTRIBUEM PARA RECORDE DE ACIDENTES DE TRABALHO NA CONSTRUÇÃO CIVIL. São Paulo: Revista da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), 16 jun. 2015. Disponível em: . Acesso em: 17 jan. 2017.

GERHARDT, Tatiana Engel; SILVEIRA, Denise Tolfo. Métodos de Pesquisa. Rio Grande do Sul: Ufrgs, 2009. Disponível em: . Acesso em: 17 jan. 2017.

GROHMANN, Márcia Zampieri. Segurança no Trabalho Através do Uso de EPI'S: Estudo de Caso Realizado na Construção Civil de Santa Maria. Disponível em: . Acesso em: 17 jan. 2017.

GUAZZELLI, Isadora. Riscos em obras: especialista alerta falta de cuidado na construção civil. 2016. Disponível em: . Acesso em: 17 jan. 2017.

INBEP. Normas Regulamentadoras (NRs) – O que são e como surgiram? 2015. Disponível em: . Acesso em: 17 jan. 2017.

MARREIROS, Danielle. História da Segurança do Trabalho no Mundo: História da Segurança do Trabalho. 2012. Disponível em: . Acesso em: 17 jan. 2017.

MENDES, Darcy. História da Segurança do Trabalho. 2008. Disponível em: . Acesso em: 17 jan. 2017.

RAZENTE, Carmen Reche Garcia; THOMAS, Dálcio Lenir; DUARTE, Walter Moisés Chavez. Proteção Contra Acidentes de Trabalho em Diferença de Nível na Construção Civil. 2005. 44 f. TCC (Graduação) - Curso de Engenharia de Segurança do Trabalho, Universidade Estadual de Ponta Grossa, Ponta Grossa, 2005. Disponível em: . Acesso em: 17 jan. 2017.

SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO (SST). Segurança no trabalho: A importância de palestras e treinamentos. 2015. Disponível em: . Acesso em: 17 jan. 2017.

SILVEIRA, Cristiane Aparecida et al. Acidentes de trabalho na construção civil identificados através de prontuários hospitalares. 2004. Disponível em: . Acesso em: 17 jan. 2017.

TUIUTI EQUIPAMENTOS DE SEGURANÇA (São Paulo). As 10 profissões com mais riscos no Brasil. 2016. Disponível em: . Acesso em: 17 jan. 2017.

TUIUTI EQUIPAMENTOS DE SEGURANÇA (São Paulo). Conheça os 8 riscos mais comuns na construção civil. 2015. Disponível em: . Acesso em: 17 jan. 2017.

WALDHELM NETO, Nestor. A importância da Segurança do Trabalho. 2013. Disponível em: . Acesso em: 17 jan. 2017.

YELING. Prevenção de riscos na construção civil. [sem data]. Disponível em: . Acesso em: 17 jan. 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.